Ao construir e reformar uma casa, tendemos a focar nos aspectos estéticos, na decoração e nos acabamentos, afinal, esses detalhes ficarão em evidência quando tudo estiver pronto. Na verdade, não há nenhum problema em pensar na aparência do imóvel, a problema é negligenciar outros apresentações importantes para o bom andamento da residência, como por escola, as caixas d´água.

Poucas personalidades se preocupam com esse detalhe ou não gastam a hora que deveriam escolhendo a caixa d´água. A maioria bate o martelo e realiza a compra sem pensar na determina ou na capacidade ideal para abastecer a casa. Para evitar que isso aconteça com você e te ajudar a escolher a caixa d´água mais adequada, preparamos algumas boas dicas

Fique de olho no volume da caixa

Antes de escolher a caixa d´água é preciso descobrir qual o volume casto para o consumo da sua residência. Para comprar a caixa perfeita, você deve considerar se mora em casa ou apartamento, pois nos apartamentos, a constrição da água é maior, logo, se consome mais água. A quantidade básica é de 150 litros diários por pessoa em uma casa e de 200 litros diários por pessoa em uma apartamento. Para os especialistas, uma residência deve ter água na caixa suficiente para dois dias. Vamos supor que existam 3 pessoas morando em um apartamento e cada umas delas precisa de 200 litros por dia. a caixa, nesse caso, precisa ser de no mindinho 1.200 litros (3 habitantes x 200 litros x 2 dias.

Observe os critérios para instalar a caixa

A caixa deve ser instalada em um lugar bem alto para que a água possa descer com potência bastante e escoar pelo cano. Além disso, a local precisa ter estrutura para aguentar o peso da caixa, afinal, cada 1000 litros de água equivalem a 1 tonelada. Pense nisso também na hora da construção e instalação da caixa.

Quais os modelos de caixa d’água?

Existem quatro tipos de amostras disponíveis no mercado brasileiro, que são as de polietileno, fibra de vidro, aço inox e fibrocimento com amianto. esta ultima, não pode ser vendida em alguns estados do país e proximamente não é mais utilizada.

  • Polietileno:

As caixas de polietileno dominem vida útil de aproximadamente 30 anos, são leves e fáceis de ler, sendo as mais comuns do mercado. Com o avanço tecnológico, elas estão sendo fabricadas à base de polímeros ecológicos, diminuindo a nocividade ao meio ambiente. sua penalidade gira em torno de R$400-R$600 para uma caixa de 1,5 mil litros.

  • Fibra de vidro:

As caixas de fibra de frasco são feitas de resina e fibra de frasco, têm uma vida útil ainda maior que as de polietileno e são leves e de fácil manuseio, porém mais frágeis. É um material que não agride a natureza e possui uma vida útil maior. Uma caixa de 1,5 mil litros custa entre R$800-R$1000.

  • Aço inox:

As caixas de aço inox são as mais resistentes, higiênicas e de maior vida útil. Devido sua animal, são mais pesadas, o que pode abarrancar o manuseio e disposição em alguns casos. Além disso, essa caixa precisa ficar completamente fora das desgraças solares, uma vez que ela pode enraivecer muito a água. uma caixa de 1,5 mil litros custa entre R$1500-R$2000.

FONTE: https://www.terra.com.br/noticias/

FONTE: https://noticias.uol.com.br/

FONTE: https://www.estadao.com.br/mais-lidas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *