BATERIAIS ESTACIONÁRIAS

Uma das principais dúvidas dos usuários de baterias estacionáriasé a de como atingir o tempo de vida benéfico máximo que uma trem pode proporcionar.

Tempo de vida benéfico


O tempo de vida benéfico da trem projetada depende de cada tipo e família. Geralmente, baterias 6 Cousa e 12 Cousa de irrelevante peso ( até 35 Uau ), são projetadas para proporcionar uma vida benéfico superior a 5 anos.


Já baterias de grande peso de 12 Cousa e similarmente as de 2 Cousa, no momento em que certificadas pela ANATEL, são projetadas para proporcionar uma vida benéfico superior a 10 anos.


Para distinguir essa vida benéfico projetada, as baterias são submetidas a uma série de ciclos de trabalho e descarga em laboratórios reconhecidos para corroborar o seu performance.


Embora disso, várias baterias, na execução, apresentam uma vida inferior à projetada pelo fabricante.
São vários os elementos que tem influencia a vida benéfico da trem e vamos sondar os principais com as 5 dicas embaixo.


Temperatura, o vilão das baterias


Em ordem de influência, a temperatura é a essencial pleito da morte prematura de baterias VRLA.


Todas as baterias VRLA são projetadas para trabalharem a 25°C. Todo seu performance e qualidades são especificados para esta temperatura, inclusive os princípios de referência de preocupação de trabalho da trem.


O que acontece é que várias vezes as baterias são aplicadas à equipamentos ou ambientes no qual a temperatura de trabalho é maior que 25°C. No momento em que isto acontece, as reações químicas existentes no interior da trem são aceleradas e com isto, a deterioração das placas, redução de água e corrosão são acelerados, fazendo com que a trem tenha sua vida benéfico reduzida na ordem de 50% para cada 10°C acima dos 25°C.


Para reduzir este resultado, deve-se realizar uma correspondência na preocupação de trabalho da trem.


Atraso entre Baterias


Outra execução comum que leva à redução de vida das baterias é a instalação de baterias encostadas umas nas outras.

Clique Aqui: Conheça Doutor Baterias – MG


Essa execução faz com que a trem não consiga apagar o calor originado ao longo a recarga, levando-as a um processamento conhecido por de avalanche térmica que esgota a vida benéfico da trem depressa, causando, em alguns casos, até mesmo o estufamento do vaso das baterias.


Para evitar essa requisito surpreendentemente danoso às baterias, deve-se instalá-las com atraso mínimo de 10mm entre as baterias e entre as baterias e as paredes do local no qual estiver alocada.


Preocupação de Variação


Outro coeficiente que tem influencia a vida benéfico de uma trem é a preocupação de variação ao qual ela será submetida de forma regular no equipamento. Para 25°C a preocupação de variação, no caso das baterias UNIPOWER é de 13,50 Cousa a 13,80 Cousa.


Nós recomendamos que a preocupação ajustada no carregador seja de 13,65 Cousa que é a média entre a banda princípio e mínima. Dessa forma a trem estará operando numa preocupação adequada mesmo que hajam variações mínimas na temperatura local.


Tensões embaixo da mínima assente geram a sulfatação das placas das baterias. A sulfatação é no momento em que a trem não “segura” mais trabalho, causando a diminuição da vida benéfico.

Assim como tensões acima da princípio assente geram a ônus das baterias e morte prematura.


Ripple


Na sequência dos elementos, o ripple ( elemento CA) originado por alguns carregadores pode controlar na diminuição da vida benéfico das baterias.


Nesse intuito, recomenda-se utilizá-las em sistemas de corrente contínua, um elemento CA ( corrente alternada) de preocupação (ripple) até 1% (RMS) da preocupação de variação e, em corrente, a 5 A (RMS) para cada 100 Uau da personalidade nominal (C10). Princípios superiores são capazes de diminuir a vida benéfico da trem.


Preservação


De modo a otimizar a vida benéfico das baterias, é indispensável que as manutenções sejam feitas na frequência recomendada pelo fabricante.


Há 3 tipos de manutenções que precisam ser feitas nas baterias:

Rede Sociais: https://www.facebook.com/G2-Portal-de-Noticias-103955877864969/ https://twitter.com/g2portaldenoti1


Nas manutenções trimestrais, precisam ser verificados os princípios de preocupação de variação das baterias, inspeção visual, corrente de trabalho e temperatura das baterias.

Nas manutenções semestrais precisam ser verificados todos os métodos da preservação trimestral mais o valor da resistência ôhmica das baterias.

Na preservação anual, além dos métodos verificados nas trimestrais e semestrais, precisam ser verificados os princípios de ripple e torque dos parafusos. Caso seja preciso, um teste de personalidade pode ser realizado para atestar o estado da vida das baterias.

Conduzindo-se todas as recomendações acima, com certeza a vida benéfico da trem será estendida a um prolongado tempo, minimizando os gastos com substituições prematuras e aumentando a crédito do seu sistema.

FONTE: https://www.r7.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *